quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Convocatória 8 de dezembro de 2010

Associação Solidariedade Sem Fronteiras
Convocam-se os sócios da Associação Solidariedade sem Fronteiras p reunião arealizar no próximo dia 8 de Dezembro de 2010, nas antigas Escolas Primárias da Aldeia de João Pires, a realizar pelas 15H30M. Agradecemos a comparência de todos os sócios a que seja possível estar presentes, visto que a reunião e a própria Associação são no s...entido da solidariedade geral e particular,logo, interesse de todos.

Ordem de Trabalhos:
Período antes da ordem do dia

Balanço das actividades realizadas em 2010 pela direcção elegida
Ordem do dia
Plano de actividades para 2011Orçamento para 2011

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Novas Oportunidades na Aldeia de João Pires

A Iniciativa Novas Oportunidades, que procura dar resposta aos baixos índices de escolarização dos portugueses através da aposta na qualificação da população, esta novamente de portas abertas nas antigas escolas de Aldeia de João Pires/Penamacor.


Aproveita esta é a tua oportunidade:


Se és jovem tens agora uma oportunidade nova de obter qualificação escolar e / ou profissional através de cursos adaptados aos teus interesses!


Se é adulto pode ter uma nova oportunidade de adquirir qualificação escolar, (básico e /ou secundário), através do Reconhecimento, Validação e Certificação das Competências que adquiriu ao longo da vida!


Neste momento as aulas já estão a decorrer, o horário é nas segundas-feiras das 17h às 19h e das 19h às 21h e nas terças-feiras às 16h00.


Este projecto surge da parceria com o centro de novas oportunidades de Idanha-a-Nova


Para mais informações contacta para:


Solidariedadesf@gmail.com
Associação Solidariedade sem Fronteias

Bairro de S. Miguel nº 19 6090-151 Aldeia de João Pires


Ou para:


Escola E/B 2,3/S José Silvestre Ribeiro de
Idanha-a-Nova, Rua Aprígio Meireles,
6060-101- Idanha-a-Nova

curso de operador apícola


A Associação Solidariedade sem Fronteiras vem por este meio informar que o curso de Operador Apícola realizado na Aldeia de João Pires no decorrer do mês de Setembro e Outubro foi um sucesso! Este sucesso deve-se a parceria realizada com a Meimoacoop, a qual deu a oportunidade a 13 pessoas de adquirirem formação na área da apicultura. Este curso destinou-se: a desempregados (inscritos no IEEP); activos agrícolas empresários ou não e a mão-de-obra Agrícola Familiar. Os formandos tiveram ainda direito a: bolsa mensal; subsidio de alimentação e subsídio de transporte.

FITUCB 2010 faz parceria com A. Solidariedade Sem Fronteiras



É com muito gosto que comunicamos aos nossos seguidores que mais uma vez fizemos parceria com a tuna Estudantina no projecto FITUCB e por tal é já no dia 13 de Novembro de 2010 que vamos estar no Cine Teatro Avenida de Castelo Branco com a nossa banquinha dos petiscos para vender! Sendo que a receita realizada neste dia reverte para a nossa associação! Não faltes!!
Sem esquecer, queremos agradecer aos nossos queridos amigos da Estudantina por esta oportunidade!

voluntariado - uma cidadania sustentável


A ANEVE com parceria com a nossa associação " Solidariedade Sem Fronteiras" e com a Associação de Estudantes da Escola Superior de Educação realizaram no dia 2 de Novembro de 2010 um fórum na Escola Superior de Educação de Castelo Branco cujo a temática foi: “VOLUNTARIADO- Uma Cidadania Sustentável?"
Proferimos que este fórum teve bastante adesão por parte dos alunos e de algumas associações instaladas no distrito de Castelo Branco, aos quais agradecemos pela presença e pelo seu contributo. que este fórum teve bastante adesão por parte dos alunos e de algumas associações instaladas no distrito de Castelo Branco, aos quais agradecemos pela presença e pelo seu contributo.

PÚBLICO ALVO:
foram jovens Portugueses dos 14 aos 35 anos, estudantes, voluntários, representantes e técnicos de organizações promotoras de voluntariado.

O Fórum distrital decorreu durante o dia 2 de Novembro e o programa foi o seguinte:

10:00 – Sessão de Abertura com convidados locais e nacionais.
10:30 – Apresentação do Projecto “Voluntariado uma Cidadania sustentável” e do Programa Juventude em Acção.
11:00 – Pausa
11:15– Abertura do Espaço
Apresentação dos temas a debate e a criação dos grupos
13:30 – Almoço
14h45- Continuação do Espaço Aberto
16h45 - Pausa
17h – Apresentação das conclusões dos grupos de trabalho.
18h – Sessão de

EXPECTATIVAS?
Colaborar na resolução da questão central do fórum
Contribuir com novas perspectivas para o desenvolvimento da vivência do voluntário nos nossos dias,
Partilhar de experiências de diferentes tipos de voluntariado em Portugal e seu reconhecimento,
Levantar de ideias sobre criação de novas oportunidades, novos projectos de voluntariado.
Trocar informação e elaborar propostas concretas a serem entregues e trabalhadas com os decisores políticos.

QUAIS OS RESULTADOS QUE SE PRETENDEM OBTER?
1º-Encontrar visões concretas sobre a questão central “Voluntariado: Uma cidadania sustentável” – panorama local
2º-Reflectir sobre questões fundamentais da actualidade:
1- Voluntariado como reconhecimento e valorização da educação não formal e como suporte para a educação formal;
2- Voluntariado como uma ferramenta de Empreendorismo e de aquisição de novas competências dos jovens;
3- Voluntariado como potenciador da participação activa e do crescimento das entidades, promovendo a diversidade, inclusão e a igualdade de género.
4 -Espaço de propostas de melhoria das experiências de voluntariado para voluntários, organizações promotoras e orgãos decisores politicos
5-Encontrar novas ideias para promover o voluntariado como uma ferramenta para o desenvolvimento da consciência participativa dos cidadãos e das organizações.

Podem ver as fotografias no nosso facebook : solidariedadesf@gmail.com

sábado, 16 de outubro de 2010

Festa na Aldeia

Ora então a Festa da Aldeia já lá vai. Era nosso objectivo não a deixar "morrer". Todos nos embramos o quanto as festas da aldeia nos deixavam memórias de reencontros com aqueles que aqui se dirigem à Aldeia por essa época. Os sons, luzes, o bar, o restaurante, a quermesse, acabam por fazer parte de nós. Desta vez foram os elementos da direcção da Associação e por mãos à obra para levar em frente a Festa. O nosso objectivo era que a festa se cumprisse, e o nosso desejo que tudo corresse bem, que houvesse realmente uma festa onde as pessoas se pudessem encontrar, divertir, ter aquela que é a festa de todos nós. Se com isso se conseguissem reverter alguns lucros para a Associação, melhor. E assim se cumpriu.
Objectivo cumprido. Quanto a lucros, faremos questão de os transmitir. Por agora aqui ficam alguns videos e imagens da Festa. Para quem esteve recordar, e quem não esteve tomar conhecimento. Aqui fica tambem o nosso agradecimento a todos os que ajudaram a tornar a Festa possivel, com todo o seu esforço, dedicação, suor, mas sempre tambem a vontade de fazer o melhor para as gentes da Aldeia. O nosso bem-hajam.
video video

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Pedro Goulão, o pequeno jovem de Enorme Coração


Pedro Goulão, o pequeno jovem de enorme coração. É assim que a Direcção da Associação Solidariedade Sem Fronteiras caracteriza e retrata este jovem que de tão tenra idade se juntou a causas solidárias, apadrinhando a Solidariedade Sem Fronteiras e também a Festa da Aldeia de João Pires, sendo esta uma de cariz solidário com o intuito de manter e promover as tradições Culturais existentes neste Concelho e também com o intuito de obter fundos para a realização de projectos Sociais.
A Direcção Solidariedade Sem Fronteiras, é com um enorme Obrigado, que agradece ao jovem Pedro Goulão pela sua total disponibilidade, carinho e amabilidade que demonstrou por esta causa tão nobre.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Informam-se os interessados que se encontram abertas as inscrições para a acção modular: Operador Apicola

Datas: 06-09-2010 a 22-10-2010

duração: 225 horas - 33 dias

horário laboral: 09 às 17 h

local: Aldeia de João Pires

Requesitos de Frequencia: Idade entre os 18 e os 64 anos;

Escolaridade mínima: 4º ano ( com certificado)

destinado a:
desempregados ( inscritos no IEEP)
Activos agricolas empresarios ou não;
Mão-de-obra Agricola Familiar

os formandos têm direito a:
bolsa mensal;
subsidio de alimentação
subsídio de transporte.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

cultura e divertimento é o que a associação está a promover no mês de Agosto


A Associação Solidariedade Sem Fronteiras dá importancia mais uma vez à Cultura, desta vez a Cultura do Cinema.
O "Cinema de Rua"vai decorrer em todos os sábados do mês de Agosto e tem lugar nas Escolas da Aldeia de João Pires. Este projecto é organizado pela Associação Solidariedade sem Fronteiras e é direccionado a todo o público, as entradas são gratuitas e a sua presença é fundamental.
Venha usufruir da Cultura do Cinema e de umas pipocas bem estaladiças.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Actividades de tempos livres para pessoas portadoras de deficiência

A Associação Solidariedade Sem Fronteiras promove ainda no mes de Agosto actividades de tempos livres para pessoas portadoras de deficiência, algumas destas actividades vão ser realizadas em conjunto com os utentes do centro de dia de modo a promover a integração social das pessoas portadoras de deficiência..

Viver consoante a idade …

A Associação Solidariedade sem Fronteiras vai realizar actividades lúdicas e recreativas no decorrer do mês de Agosto no centro de dia de Aldeia de João Pires.

Envelhecer não é grave, o que se pode tornar grave são as consequências que essa nova fase pode trazer; a inactividade, a solidão levam ao desalento e ao desinteresse pela vida e por isso é necessário motivar os idosos para que sejam mais activos. Ao mesmo tempo mostrando-lhes que ainda são úteis fazendo com eles pequenos trabalhos simples.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Solidariedade sem Fronteiras visitou Projecto Lusofonia's

A Associação Solidariedade sem Fronteiras, visitou no dia 10 de Junho o Projecto Lusofonia's na Escola E.B. 2/3 Serra da Gardunha, Fundão. Este Projecto contou com a presença das diferentes Culturas e Tradições dos diferentes países que correspondem à Lusofonia.
A Solidariedade sem Fronteiras dá os parabens a este Projecto e agradecemos o convite.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Ocupação de tempos livres OTL... Na aldeia de João Pires


Venho por este meio informar que estamos a promover juntamente com o IPJ- A Ocupação de Tempos Livres, na Associação Solidariedade sem Fonteiras a realizar na Aldeia de João Pires.. É um programa criado a pensar em ti e nos teus tempos livres de Verão, que pretende proporcionar-te a participação em projectos onde podes ser útil à comunidade e a outras pessoas.

No Programa OTL podes participar numa das seguintes áreas:
Ambiente e/ou protecção civil;
Apoio a idosos e/ou crianças;
Cultura e/ou património;
Combate à exclusão social;
Saúde;
Desporto;
Ciência;
Tecnologia;
Combate à Pobreza;
Exclusão Social.

Duração dos projectos
Os programas de curta duração decorrem no Verão, nos meses de Julho, Agosto e Setembro de cada ano, tendo cada projecto uma duração de 10 dias. O programa diário dos projectos tem uma duração mínima de três horas e máxima de cinco horas.

Períodos em que decorrem os projectos:
1º Período: de 19 a 30 de Julho de 2010 - 10 dias;
2º Período: de 02 a 13 de Agosto de 2010 - 10 dias;
3º Período: de 16 a 27 de Agosto de 2010 - 10 dias;
4º Período: de 30 de Agosto a 10 de Setembro de 2010 - 10 dias.
Os programas de longa duração decorrem de 01 de Setembro a 30 de Novembro de 2010.

Quem se pode inscrever?
Jovens residentes em Portugal, integrados no sistema de ensino regular ou de formação profissional, com idade compreendidas entre os:
12 aos 25 anos para os participantes na modalidade Curta Duração;
15 aos 25 anos para os participantes na modalidade Longa Duração.

Inscrições
As inscrições podem ser feitas:
Para a modalidade curta duração, no sítio Internet http://www.otl.pt/ ou nas Direcções Regionais do IPJ, I.P. da tua área de residência. .

Como fazer a inscrição?
Preencher os dados requeridos na ficha de inscrição, disponível no sítio Internet do OTL ou na Direcção Regional da tua área de residência;
Entregar os documentos requeridos como, por exemplo, a declaração do encarregado de educação autorizando a participação de jovens menores de 18 anos (declaração obrigatória mesmo se a inscrição for realizada via internet).
Em caso de dúvida podes contactar as Direcções Regionais do IPJ, I.P. da tua área de residência.

Prazos de inscrição
As inscrições para o Programa OTL, para o ano de 2010 decorrem:
Para a Modalidade Curta Duração: de 21 de Junho a 09 de Julho;

Custos de inscrição
Não há um custo de inscrição para o programa OTL.

Selecção e colocação
A selecção dos jovens para os projectos é feita pelas Direcções Regionais do IPJ, I.P. em colaboração com as entidades promotoras.
Após a selecção, o IPJ, I.P. comunica a cada jovem qual o projecto no qual foi colocado, período de ocupação, local, horário, nome da entidade promotora, do gestor do projecto e as actividades a desenvolver.
O jovem deve confirmar junto da entidade promotora a sua aceitação de inclusão naquele projecto até cinco dias antes do início deste.

Apoios
O IPJ, I.P. apoia o participante OTL com um seguro de acidentes pessoais e uma bolsa no montante de 2,00 euros/hora (ver em Mais informação - perguntas frequentes: Quais são os apoios à participação no OTL?). No final do projecto terás, ainda, direito a um certificado de participação a ser emitido pela Direcção Regional do IPJ, I.P. da tua área de residência.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Partilha com os voluntarios do grupo alcoolicos em recuperação..

Foi na vila do carvalho - covilha que se realizou este convivio, onde marcaram presença várias associações, varios alcoolicos recuperados com a sua familia e pessoas em reabilitação. Foi um convivio de muita partilha e de muitas emoções e também muito saboroso..

agradecemos o convinte e deseja-mos força a todos.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Parceria com o Banco Alimentar Contra a Fome


O Banco Alimentar Contra a Fome volta a apelar à generosidade dos portugueses através de uma nova campanha de recolha de alimentos a realizar nos dias 29 e 30 de Maio de 2010.

A associação Solidariedade Sem Fronteiras vai apoiar esta campanha e por tal vamos dinamizar a recolha em Penamacor, por tal pedimos o apoio de todos quer para doarem bens alimentares como também para serem voluntários desta iniciativa.

Se quiseres ser Voluntário envia-nos um email para solidariedadesf@gmail.com com o teu nome, contacto e a com a tua disponibilidade..


Todos juntos podemos marcar a diferença, por isso não fiques indiferente a esta iniciativa!

domingo, 25 de abril de 2010

Associação Soilidariedade Sem Fronteiras promove voluntariado


A Associação Solidariedade sem Fronteiras têm consciência da importância do voluntariado, o qual se define não só pela generosidade e doação de tempo mas também pela abertura de novas experiências, oportunidade de aprendizagem, convívio, prazer de se sentir útil e afirmação do sentido comunitário.


O voluntariado nasce do encontro da solidariedade com a cidadania, o qual não substitui o Estado nem interfere com o trabalho renumerado mas exprime, a capacidade da sociedade assumir responsabilidades e de agir por sim mesma!

A associação Solidariedade Sem Fronteiras traça assim com o lançamento de uma plataforma de voluntariado os seguintes objectivos:

•Promover a cidadania activa, através do incentivo ao voluntariado;
•Promover uma aprendizagem pessoal e colectiva, permitindo a auto realização;
•Promover a igualdade de oportunidades, a tolerância, o respeito mútuo, a solidariedade e a justiça;
•Proporcionar que os jovens com iniciativas de voluntariado e entidades com interesse no voluntariado, possam concretizar os respectivos projectos;


A associação destaca assim as seguintes áreas de voluntariado:
Desporto;
Ciência e/ou Cultura;
Cooperação para o desenvolvimento e/ou ajuda humanitária;
Defesa do património e do ambiente;
Promoção do voluntariado e da solidariedade social;
Acção social;
Saúde;
Educação;
Festivais;
Justiça (Apoio à Vítima; Reinserção Social; Direitos Humanos)

Plano de actividades realizadas pela comissão instaladora

1. FACEP de 2009 – exposição de objectos de África e recolha de roupas e livros e venda de rifas e porta-chaves.
2. Recolha de roupas e material escolar para o envido do contentor para Moçambique;
3. Envio de um contentor para Moçambique;
4. Criação do logótipo;
5. Organização de uma base de dados de sócios e quotas;
6. Execução de folhas timbradas da associação;
7. Construção de um blogue da Associação no intuito de colocar a informação para os sócios e para toda a população;
8. Divulgação da Associação na FITUB em Castelo Branco no mês de Novembro;
9. Campanha de recolha de alimentos para entrega de cabazes de natal a famílias carenciadas do concelho de Penamacor.
10. Doação dos cabazes de natal em Dezembro a 31 Famílias;
11. Doação de brinquedos as crianças carenciadas no Natal
12. Doação de alimentos todos os meses as Famílias Carenciadas do concelho;
13. Visitas domiciliarias a famílias problemáticas;
14. Recolha continua de roupas, acessórios e móveis para a futura loja social;
15. Projecto “SOS Haiti”em colaboração com a associação ADJAD;
16. Doação de 2 beliches e duas camas de solteiro a uma família do concelho;
17. Parceria com uma associação de alcoólicos anónimos do fundão;
18. Parceria com o CIJE de Castelo Branco casa de acolhimento de meninas;
19. Parceria com o Banco Alimentar de Castelo Branco;
20. Parceria com a Câmara Municipal de Penamacor na cedência de um espaço para a Sede da Associação e na cedência de transportes para a distribuição de alimentos;
21. Divulgação do Serviço Voluntário Europeu;
22. Participação no colóquio Pobreza na Realidade Local que teve lugar no dia 19 de Março de 2010 no auditório do Instituto Português da Juventude de Castelo Branco;

Apresentação dos membros dos orgãos sociais

Direcção:
Presidente: Andreia Sofia Nabais Martins
Substituto: José Maria Rodrigues
Secretario: Pedro Miguel Lopes de Carvalho Agapito
Substituto: Rogério Alexandre Nabais Martins
Tesoureiro: João Miguel Calvário Rodrigues Antunes
Substituto: Carla Isabel Nunes Matos

Assembleia Geral:
Presidente: António Joaquim Mendes Ferreira Gil
Substituto: Joaquim Nabais
Vice-presidente: Zé Carlos Lopes Monteiro
Substituto: Filipe André Leitão Ramos Batista
Secretária: Andreia Filipa Coutinho Portugal Bernardino
Substituto: Alexandre Pereira

Concelho Fiscal:
Presidente: Paulo Tomé
Substituto: José Fidalgo
Secretária: Belarmina Maria Ramos de Almeida
Substituto:Isabel Maria Pereira Coutinho Portugal Bernardino
Vogal: António da cruz Martins
Substituto: Domingos Mendes

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Assembleia Geral

Dia 3 de Abril , nas instalações da antiga escola primária de Aldeia de João Pires realizar-se-à a primeira Assembleia Geral da Associação Solidariedade Sem Fronteiras tendo como ponto principal da ordem de Trabalhos a eleição dos Corpos Sociais da Associação.
Assim, convidamos todos os associados, simpatizantes, colaboradores e todos os que de alguma forma fazem da Nossa a Vossa causa a estarem presentes.
A Assembleia terá inicio as 15.30
A informação da assembleia bem como todos os documentos apresentados estará disponivel aqui no nosso blog.
O Nosso BEM-HAJAM por tudo.
E por um mundo socialmente mais justo que TODOS temos vindo a construir.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Serviço Voluntário Europeu


Associação Solidariedade sem Fronteiras esta a promover o Serviço Voluntário Europeu se tens mais de 18 anos e menos de 30 anos estas a espera do quê? Inscreve-te neste programa, que por experiência própria posso dizer que é único! Aqui tens uma oportunidade única de formação não-fromal de conhecer outras culturas outros países e muito mais! Se estas interessado basta enviares-nos um email para: solidariedadesf@gmail.com e nós ajudamos-te a embarcares neste projecto tão gratificante!

O Serviço Voluntário Europeu é um Projecto que está inserido no Programa Juventude em Acção da Comissão Europeia (Acção 2). Representa uma oportunidade para os jovens usufruírem dos benefícios da educação não-formal, através de acções de voluntariado internacional. O S.V.E. oferece aos jovens uma possibilidade de desenvolverem trabalhos de voluntariado nas mais diversas áreas.

Ao participar num projecto de S.V.E., o voluntário põe o seu tempo e esforço ao serviço de um projecto que beneficie a comunidade local, em troca de uma oportunidade para exercitar as suas aptidões, adquirir capital cultural e social e preparar-se para o seu futuro.

As actividades desenvolvidas num projecto de S.V.E. obedecem aos seguintes princípios gerais:

Têm lugar num país que não o de residência do voluntário;
São programadas, realizadas e seguidas em conjunto, num espírito de parceria entre o voluntário, as organizações de envio e de acolhimento ;
Trazem um valor acrescentado à organização de acolhimento e à comunidade local;
Não substituem um emprego remunerado, o serviço militar ou fórmulas de serviço alternativas;
Contam com a participação de, pelo menos, um Estado Membro da União Europeia.

Destinatários
O Programa S.V.E. destina-se a jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos (à data de início da actividade de voluntariado), com residência legal, num dos Estados-membros da União Europeia.

Áreas de voluntariado
As actividades desenvolvidas no projecto de S.V.E., são normalmente de âmbito local e podem centrar-se no domínio do ambiente, artes e cultura, direitos humanos; reinserção social; actividades com crianças, jovens ou idosos, património, desporto e actividades de lazer ou protecção civil.

O SVE assenta em três princípios fundamentais:

Apoiar integração dos jovens na sociedade, ajudar na aquisição de novas competências e melhorar a sua empregabilidade.
Desenvolver um serviço de solariedade e utilidade que beneficiará a comunidade, a nível humanitário, cultural e social
Criar laços entre jovens de toda a Europa, a fim de enraizar e fortalecer o conceito de Cidadania Europeia.
Apoiar o desenvolvimento de comunidades locais;

Duração dos projectos
O SVE tem dois tipos de projectos de duração distinta:
Projectos de longa duração ou curta duração podendo variar entre 2 meses a 12 meses;

Prazos de candidatura
Existem, anualmente, cinco períodos para apresentação de candidaturas de projectos de S.V.E. Estes períodos variam em função da data pretendida para início das actividades de voluntariado. Os resultados da aprovação do projecto são obtidos, normalmente, no prazo de 2 meses após a candidatura.

Prazo para os projectos com início entre / Prazo de candidatura

1 de Maio e 30 de Setembro 1 de Fevereiro

1 de Julho e 30 de Novembro 1 de Abril

1 de Setembro e 31 de Janeiro 1 de Junho

1 de Dezembro e 30 de Abril 1Setembro

1 de Fevereiro e 30 de Junho 1 de Novembro


Países envolvidos em projectos SVE
Os países que podem participar em projectos de S.V.E. são os chamados "Países do Programa"

Estados-Membros da União Europeia (U.E.):
Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Estónia, Eslovénia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Lituânia, Letónia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia, Portugal, Espanha, Suécia, Reino Unido, Republica Checa , Eslováquia,Bulgária, Roménia

3 países da Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA) que são membros do Espaço Económico Europeu:
Islândia, Liechtenstein e a Noruega

Países candidatos à adesão à União Europeia (países em fase de pré-adesão):
Turquia, Croacia e a Macedonia

Existem ainda outros países situados noutras regiões do Globo ("Países parceiros") que podem promover projectos de SVE (Para mais informações contactar Agência Nacional do Programa Juventude).

Direitos e deveres dos voluntários
O voluntário tem asseguradas as despesas da viagem internacional e as despesas de alojamento e alimentação durante todo o período das actividades de voluntariado.

O voluntário tem direito a uma bolsa (dinheiro de bolso), de acordo com o valor estipulado no seu país de acolhimento.

O Voluntário tem direito a um seguro de saúde que cobre todo o período das actividades de voluntariado.

O voluntário que tenha completado o seu projecto de S.V.E. (ou pelo menos metade) tem direito a receber um certificado de S.V.E., habitualmente assinado pelo responsável da Agência Nacional em nome da Comissão Europeia.

O voluntário, durante o seu serviço de voluntariado, terá de comparecer a todas as sessões de formação que forem organizadas pela sua agência nacional e pela agência do país de acolhimento.

O voluntário é responsável pelas tarefas práticas que lhes sejam atribuídas e tem o dever de contribuir para as boas práticas da organização de acolhimento e para a comunidade.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Ajuda as vitimas do Haiti


Convite

A AJADI (Associação de Jovens em Acção pelo Desenvolvimento do Interior) em colaboração com Associação SOLIDARIEDADE SEM FRONTEIRAS vem convidá-lo(a) a participar no dia 19 de Fevereiro no Jantar de Solidariedade e na inauguração da Exposição de Simon Frederick no Forum Castelo Branco.

Inscrições: 963030606 / 939974946

Um dia em prol de uma causa nobre!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Educação e formação de adultos: nunca é tarde para aprender!

Tornar o nível geral de competências dos cidadãos mais elevado significa aumentar as suas oportunidades profissionais e contribuir para a luta contra a pobreza e a exclusão social.

É nesse sentido que a Associação Solidariedade Sem Fronteiras se associa a MeimôaCoop a qual esta a dinamizar varias acções de formação tanto de longa duração como de curta duração.

As acções de formação serão leccionados ou na Aldeia de João Pires ou na Meimoa dependendo das inscrições e os de longa duração serão leccionados na Quinta da Lageosa. Salientamos ainda que todas as acções de formação são renumeradas.


As acções de formação de curta duração são:
Turismo em Espaço Rural – 33 Dias
Exploração Sustentável dos Recursos Florestais – 36 Dias
Operador/a de Máquinas Agrícolas - 43 Dias
Segurança no Trabalho – 33 Dias
Animação Sócio - Cultural e Promoção de Actividades de Lazer – 40 Dias
Apoio a Idosos – 36 Dias
Informática Avançada – 33 Dias
Operador Apícola - 33 Dias
Ordenamento Apícola – 33 Dias
Manutenção de Jardins e Espaços Verdes – 40 Dias
Concepção de Jardins e Espaços Verdes – 40 Dias
HACCP – Aplicação de Sistemas de Auto-controlo na Industria Alimentar – 33 Dias


As acções de formação de longa duração são:
Produção Florestal – B2 (120 Dias) Meimão
Mecanização Agrícola – B3 (273 Dias) Quinta da Lageosa
Técnico produção Agrária (271 Dias) Quinta da Lageosa



Os interessados devem fazer a inscrição em:
Meimoacoop, CRL, E. N. 233, Nº 70 - Meimoa. Tel. 277377482 ou
Associação Solidariedade Sem Fronteiras – Bairro de S. Miguel nº 18 Aldeia de João Pires Tel. 968874115

Verão Solidário 2010

É com uma enorme alegria que nós, Associação Solidariedade sem Fronteiras, temos em nossas mãos a realização da festa de Setembro da Aldeia de João Pires, de nome “Festa na Aldeia de João Pires - Verão Solidário”. Como o próprio nome indica é uma festa de cariz solidário com o intuito de angariar fundos para projectos futuros a realizar quer de apoio social quer a nível de desenvolvimento local proporcionando e promovendo iniciativas de coro cultural e social, outro objectivo para a realização desta festa, e também importante, é o de combater o desaparecimento da riqueza presente neste concelho, promovendo assim a cultura, património e toda a tradição em que a esta aldeia diz respeito.
Apelamos e convidamos a todos a estarem presentes e a desfrutarem deste evento de cariz Solidário.

Apoio as Famílias Carênciadas do Concelho de Penamacor

Em tempos que são manifestamente difíceis para todos, torna-se mais necessário e urgente ser solidário com quem mais precisa. Neste sentido, a Associação Solidariedade Sem Fronteiras leva a avante um projecto de apoio às famílias mais carenciadas do Concelho de Penamacor. Este projecto visa a promoção da mudança social, pela resolução de problemas e também pela contribuição para a melhoria da qualidade de vida.

A nossa intervenção neste projecto subdivide-se em 3 níveis: no 1º nível pretendemos corrigir o que esta mal ou seja ter uma intervenção directa ao problema em causa; no 2º nível pretendemos actuar sobre as causas, procurando evitar e eliminar as consequências mais graves; no 3º nível o nosso trabalho é mais preventivo e promocional procurando promover as capacidades dos indivíduos para que estes adquiram competências que lhes permitam combater e resolver a exclusão e outros problemas sociais com os quais se possam deparar de uma forma mais cooperante ou autónoma.

Achamos fundamental a participação dos indivíduos na resolução dos seus próprios problemas, atribuindo-lhes alguma responsabilidades de modo a capacita-lo para a resolução do mesmo ou das suas consequências.

Este projecto surgiu posteriormente à entrega dos cabazes de Natal, onde realmente nos deparamos com uma realidade dura e sentimos que um cabaz de natal não iria ser a solução destas famílias, e por tal não ficamos indiferentes e surge assim este projecto que neste momento já esta a apoiar mais de 20 famílias do concelho de Penamacor.

Sendo que neste momento o apoio prestado passa mais pelo que diz respeito a alimentos, vestuário, mobílias e encaminhamento de diversas situações.

Para o sucesso da implementação deste projecto é necessário, atender e compreender as especificidades de cada um, de modo a realizar uma melhor selecção e adaptação das metodologias e recursos a utilizar, que na compreensão das alterações que se dão ao nível do conceito do desenvolvimento, como forma de compreender as alterações que este mesmo desenvolvimento trouxe para as diferentes áreas da sociedade, surgindo novos e diferentes problemas sociais para os quais se têm de se ajustar e criar novas metodologias de intervenção.

domingo, 24 de janeiro de 2010

A chegada do contentor a Moçambique


Quanto ao projecto “envio de um contentor para Moçambique” temos algumas novidades, pois este atracou no porto de Moçambique "MOZPORT,Lda" em 08/12/09, onde parmeneceu alguns dias "brucracias", contudo já foi levantado pelos responsaveis da Escola Profissional Domingos Savio e o seu recheio foi levado para Inharrime onde se encontra esta escola, neste momento já se abrem os sacos e caixas com muita alegria e gratidão como refer o Padre Pierre, no e-mail que me enviou na semana passada, passo a citar a frase dirigida a todos os que trabalharam para que o envio do contentor fosse um sucesso: “De todo o coração obrigado, ficamos unidos e rezarei para ti e para todas as pessoas que se privaram destas coisas para que a gente d'aqui beneficiasse. Obrigado.”


No mesmo e-mail o padre colocou em anexo a fotografia que marca o dia em que foram levantar o recheio do mesmo a qual tenho todo o gosto de partilhar com todos!

Mas a informação quanto a este projecto não fica por aqui, pois mais para a frente iremos informar como foi feita a distribuição e quantas pessoas beneficiaram deste projecto..


O qual só se conseguiu concretizar com a ajuda de todos! Mais uma x obrigado a todos!

Sorteio de Natal

Desde já agradecemos a todos aqueles que se juntaram a associação na venda das rifas e a todos aqueles que as compraram, o nosso MUITO OBRIGADO! E os premiados foram:
D. Conceição Fonseca – Fundão; Ana Bragança – Castelo Novo e Ana Luisa – Celorico da Beira.

O Natal das Crianças ... :)

Associação Solidariedade Sem Fronteiras Neste Natal também não ficou indiferente as crianças, por tal tomamos a iniciativa de presentear as crianças das famílias mais carenciadas do concelho, as quais foram brindadas com: bonecas, livros, acessórios de futebol, lápis de cor, peluches, carrinhos, bijutaria, entre outros.

Vimos muitos sorrisos, os que nos enchem com mais força para continuar a lutar por aqueles que mais necessitam...

Um natal solidario...

No seguimento daquela que é a nossa função, e obviamente querendo dar a conhecer o seguimento do nosso projecto de solidariedade, as iniciativas continuam, sempre no intuito de proporcionar aqueles que mais precisam algum bem estar que se vai tornando nestes tempos mais dificil de conseguir.


Assim, a Associação solidariedade sem Fronteiras, levou a cabo durante a época natalicia uma campanha de recolha de alimentos na Vila de Penamacor e que se estendeu pela EB1, EB2+3, Biblioteca Municipal de Penamacor, Paços do Concelho da Câmara Municipal e pelos supermercados João Rolão Martinho e Celeiro.


Aqui fica o nosso agradecimento aos locais de recolha envolvidos, bem como o nosso sincero BEM HAJAM a todos os que contribuiram para mais esta iniciativa.


O nosso objectivo era proporcionar na época natalicia alguns bens de primeira necessidade a cerca de 25 familias, sabiamos não ser fácil mas é de desafios que se constroi o futuro melhor.
Afinal não só conseguimos como ultrapassámos o numero de familias que nos propunhamos beneficiar.


Juntamente com a Camara Municipal na pessoa da Socióloga Dra. Filipa Manteigas e da Psicóloga Dra. Susana Rato, foi feito um levantamento das familias mais carenciadas do Concelho e que seriam a população alvo para beneficiar de mais esta iniciativa.


OBJECTIVO CUMPRIDO.
O nosso mais honesto agradecimento a TODOS.
SÓ JUNTOS É POSSIVEL UM FUTURO MELHOR.